Sedentarismo infantil: como combatê-lo?

consequências do sedentarismo infantil

Atualmente, o estilo de vida das crianças se difere do que era vivido há anos. Brincar de amarelinha, pular corda e descer no escorrega infantil são práticas que atualmente dividem sua atenção com tablets e outros aparelhos eletrônicos. Torna-se cada vez mais difícil descobrir formas de despertar o interesse dos pequenos em brincar ao ar livre, evitando o sedentarismo infantil.

Comer uma “besteirinha” de vez em quando não faz mal a ninguém, mas o problema ocorre quando isso se torna um hábito, interferindo na qualidade de vida dos menores. De acordo com o Ministério do Esporte, o sedentarismo atinge 45,9% dos brasileiros, quase metade da população do país, um dado alarmante que tem provocado a reflexão de muitas famílias.

Felizmente, mudar o estilo de vida é algo possível. Quando as transformações são empregadas logo na infância, os resultados são os melhores. Compreenda mais sobre o sedentarismo infantil a seguir.

Causas do sedentarismo infantil

Causas do sedentarismo infantil

Na realidade, o sedentarismo infantil é um agregado de múltiplos fatores que compõem o ritmo de vida moderno. Os pais, por insegurança, delimitam que os filhos frequentem as ruas e interajam com os demais. Sem muitas opções de entretenimento, as crianças têm como refúgio os jogos de vídeo game, a internet e a televisão. Agora, imagine tudo isso somado à ausência de exercícios!

Consequências

Uma criança que pouco se locomove durante o dia e não pratica quaisquer atividades físicas, certamente, enfrentará sérios problemas de saúde. Ao exercitar o corpo, calorias são queimadas e uma série de complicações são evitadas. Confira a seguir as principais consequências provocadas pelo sedentarismo infantil.

Baixo desempenho escolar

O sedentarismo impacta em diversas áreas da vida de uma criança. A desestimulação permeia até o campo escolar. Segundo a análise feita pelo pesquisador Pete Griffin, o desempenho escolar está diretamente ligado ao sedentarismo. Dos alunos com baixa maturidade física, 77% tinha dificuldade nos estudos.

Obesidade

A ausência de atividades físicas pode facilitar o acúmulo de gorduras e dificultar a queima de calorias. Segundo o pesquisador e médico brasileiro Víctor Rodríguez Matsudo, um dos responsáveis pelo Estudo Internacional de Obesidade Infantil, o sobrepeso e a obesidade atingem 39% das crianças brasileiras.

Comprometimento da saúde

Além de acarretar o acúmulo de peso, o sedentarismo infantil compromete o bom funcionamento de todo o organismo. Exercícios são essenciais para oxigenar o sangue, ativar a circulação sanguínea e favorecer o desenvolvimento das crianças. Depressão, diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares são alguns dos malefícios evitados com a prática de atividades físicas.

O sedentarismo infantil também provoca atinge os sistemas funcionais, ocasionando a atrofia das fibras musculares, perda de flexibilidade articular e mau funcionamento dos órgãos.

Solução para o sedentarismo infantil

Nem tudo está perdido: o sedentarismo infantil pode ser revertido! Inicialmente, é fundamental que os pais conscientizem os filhos sobre a importância do convívio social. Deve-se mostrar o quanto é positivo brincar ao ar livre com jogos e brinquedos que despertem o engajamento físico e intelectual das crianças. O ideal é que as brincadeiras sejam feitas em conjunto com outras crianças, mas que o país também participem.

Na Multimeios, existem diversas opções de brinquedos para parquinhos. São modelos que, além de seguros, geram a interação entre as crianças. Uma ótima pedida para pais que buscam libertar os filhos da vida sedentária.

Links úteis:
gira gira
moveis escolares
carteiras escolares